Traficantes da facção ADA ameaçam e revistam familiares de menores infratores no DEGASE

By | June 12, 2016

CAI BaixadaO clima de insegurança é total no Centro de Atendimento Intensivo de Belford Roxo (CAI-Baixada), unidade de internação para menores infratores do DEGASE, no bairro Bom Pastor.

Na manhã deste sábado (11/06), por volta das 06h, familiares que aguardavam na porta da unidade, para entrar e visitar os menores que cumprem medida socioeducativa foram surpreendidos, juntos com Agentes de Segurança Socioeducativos da unidade, por um grupo de traficantes armados. O grupo estava em quatro carros e realizava manobras arriscadas e davam cavalos de pau na Rua Begônias, onde a unidade se localiza. Dentro dos veículos, os Agentes puderam ver que os criminosos ostentavam fuzis e pistolas. Os traficantes pararam em frente ao portão de entrada, proferindo ameaças aos familiares de internos que seriam de facções rivais a dos bandidos, que são da favela Gogó da Ema, dominada pela facção Amigos dos Amigos (ADA). De dentro dos carros, traficantes ordenavam a alguns parentes de adolescentes, que retirassem os bonés, alguns chegando a serem revistados pelos marginais.

Logo após, o grupo seguiu em direção à comunidade.

Os Agentes do DEGASE, que não possuem porte de armas, relatam que ao contrário de outras unidades do Órgão, no CAI-Baixada sequer há um policial militar na portaria do local, uma vez que a área é considerada de risco até mesmo para a PM. Os Agentes da unidade também afirmam que ameaças sãos constantes, tanto para os internos e parentes de menores que residem em áreas de facções rivais, como para os Agentes da unidade de internação, que frequentemente recebem recados de que os jovens infratores da facção que domina a comunidade devem ser privilegiados em relação aos outros.

Os Agentes do DEGASE estão clamando pela aprovação do Projeto de Lei Nº 1.825/2016, de autoria do Deputado Estadual Marcos Muller (PHS), que prevê a concessão do porte de armas para os Agentes de Segurança Socioeducativos.

Sem o porte, os Agentes não possuem condições para ir e vir das unidades – muitas delas localizadas em áreas de risco – em segurança, prejudicando o exercício de suas atribuições e prejudicando a segurança pública.

Com capacidade para 120 internos, a unidade atualmente está com 345 menores infratores.







3 thoughts on “Traficantes da facção ADA ameaçam e revistam familiares de menores infratores no DEGASE

  1. Rafael

    Imagino se esses traficantes resolvem entrar na unidade e matar ou sequestrar os menores de facçao rival….o estado nao oferece proteçao alguma para os adolescentes em conflito com a lei. Isso é um absurdo!

    Reply
  2. Eduardo

    Se matasse tb seria bem.feito pq esses tralhas não tem pena do trabalhador de bem, então foda se eles.

    Reply
  3. anonimo

    Eduardo porque não é seu filho que esta la dentro, por isso vc pensa assim, ou vc nunca errou na vida?
    todos tem o direito de uma segunda chance, ate entendo sua revolta mais violência gera violência.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *