Sem pagamento, empresas terceirizadas interrompem serviços e menores infratores limpam seus alojamentos

By | July 6, 2016

O quadro de calamidade do Estado, com empresas prestadoras de serviço falindo e suspendendo as atividades faz com que as unidades do DEGASE convivam com problemas diversos. De papel a comida, passando por copos descartáveis, uniformes, colchões e materiais de higiene pessoal dos internos, tem faltado de tudo dentro do Departamento.

Agentes de Segurança Socioeducativo lotados no Centro de Atendimento Intensivo de Belford Roxo (CAI-Baixada), registraram no último domingo, a atividade de menores que cumprem medida de internação na unidade, tendo que realizar atividades de limpeza de atribuição das firmas que prestam serviço, como esfregar chão, varrer e passar rodo nas galerias e alojamentos, para não proliferar a presença de animais peçonhentos e doenças.

Os Agentes informam que a empresa DEAAZ, que executa o serviço de limpeza tanto nas áreas destinadas aos internos como nas demais áreas da unidade, deixaram de prestar o serviço adequadamente há cerca de três meses, em razão da falta de pagamento. No local, somente um ou dois funcionários ainda comparecem por dia, mesmo sem receber, para fazer alguns serviços.

limpeza-cai-baixada-3

limpeza-cai-baixada-2

limpeza-cai-baixada-1







One thought on “Sem pagamento, empresas terceirizadas interrompem serviços e menores infratores limpam seus alojamentos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *