Rebelião em unidade feminina de semiliberdade do Degase em Ricardo de Albuquerque

By | August 21, 2015

Está acontecendo nesta madrugada de sexta-feira um motim em uma unidade para menores infratoras, que cumprem medida de semiliberdade no Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (CRIAAD), unidade do Degase no bairro de Ricardo de Albuquerque.

As internas atearam fogo nos alojamentos e estão chutando as chapas de metal das portas. No momento, há somente dois Agentes do Degase de plantão na unidade, que atende a quinze meninas. Eles acabaram de acionar a Polícia Militar, mas a mesma informou que só poderá intervir na unidade com auxílio de um veículo blindado, visto que a unidade fica ao lado de uma das bocas de fumo do Complexo do Chapadão.

criaad-ricardo

Agentes do Degase já foram abordados por traficantes armados no portão da unidade, além de serem ameaçados com frequência para que não reprimam a entrada de drogas na unidade. Algumas das internas do local namoram os traficantes da comunidade, que inclusive já pularam o muro da unidade para encontrá-las.

Os Agentes já informaram a Direção Geral do órgão sobre a total falta de segurança para realizar a condução das internas para a unidade e inclusive trabalhar no local, porém até o momento, nenhuma providência foi tomada pelo órgão para garantir a segurança no local ou para transferir a unidade de local.

O Ministério Público encaminhou recentemente, um ofício ao Departamento Geral de Ações Socioeducativas, recomendando o fechamento emergencial da unidade, em razão da falta de segurança.

Após o motim, cinco infratoras pularam o muro e fugiram da unidade, passando a arremessar pedras para dentro da unidade, enquanto traficantes da comunidade dão cavalos de pau com carro roubado em frente ao Degase.

A unidade do Degase de Ricardo de Albuquerque fica próxima às ruas Alcobaça, Pedra Rasa e Morais Pinheiro que de dois anos para cá passaram a ser conntroladas peo tráfico do Chapadão que constriu imensas barricadas nestas vias.

 







 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *