Polícia investiga se homem que matou dançarina de funk é miliciano

By | April 18, 2015

amanda-bueno-jaula-gostosudas-3Fonte: G1

A prisão de Milton Severiano Vieira, de 32 anos, pelo assassinato da dançarina de funk Cícera Alves de Sena, 29 anos, conhecida pelo nome artístico Amanda Bueno, deverá levar a polícia a investigar a atuação de grupos criminosos em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. De acordo com o delegado Fábio Cardoso, da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), há indícios de que ele esteja envolvido com a formação de milícia na região.

Popularmente conhecido na cidade como Miltinho da Van, ele foi preso horas depois do brutal assassinado da ex-integrante do grupo Jaula das Popozudas. Imagens gravadas pelas câmeras de vigilância da casa onde vivia o casal registraram o crime. Milton aparece agredindo severamente a noiva antes de atirar contra ela. Segundo a polícia, ele primeiro atirou, a queima roupa, com uma pistola e depois usou uma escopeta para atirar outras vezes. No momento da prisão, ele portava ao menos cinco armas de fogo.

“Diante do que a gente viu nesse crime, verificando o poderio financeiro dele, com veículos muito caros, a posse de um verdadeiro arsenal, com armas de grosso calibre e farta munição, somado ao fato dele estar envolvido com exploração do transporte clandestino na cidade e considerando essa violência desmedida com uma pessoa com quem ele vivia, tudo indica que ele pode ter envolvimento com grupos criminosos que atuam naquela região”, disse o delegado Fábio Cardoso.

amanda-bueno-jaula-gostosudas-1

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *