Polícia considera “questão de honra” prender traficante resgatado no Hospital Souza Aguiar

By | June 19, 2016

Não vai durar muito

Não vai durar muito

O diretor das delegacias de homicídio do Rio, delegado Rivaldo Barbosa, afirmou neste domingo (19) que a polícia irá dar uma resposta à invasão do Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. De acordo com ele, não há dúvidas de que alguém planejou o episódio para resgatar o traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, conhecido como Fat Family.
“Vai virar questão de honra a gente resolver isso. Não temos dúvida é que alguém, ainda não sabemos quem, fez todo o planejamento”, afirmou Barbosa.

A Polícia Civil informou que algumas pessoas que visitaram o traficante Fat Famly ao longo da semana terão que prestar depoimento. O advogado do criminoso é um dos suspeitos de orquestrar a ação de acordo com informações da polícia. “Vamos chamar todas as pessoas que visitaram o preso porque, o que causou perplexidade, é que os traficantes aqui estiveram, sabiam exatamente onde ele estava”, ponderou.

Imagens mostram tiros

Durante a troca de tiros no hospital, alguns disparos atingiram as paredes e equipamentos da unidade. Funcionários ficaram desesperados quando os suspeitos entraram no local. Um policial militar que fazia a custódia de Fat Family afirmou que se sente desprotegido enquanto trabalha.

“É complicado né? No meu serviço a gente passa por diversas situações e hoje foi mais uma. Graças a Deus eu consegui sair ileso, consegui ajudar meu amigo que trabalha comigo. Mas a gente está desprotegido. Eu estou desprotegido, vocês estão e toda a população está desprotegida. Enquanto tiver com essa política, infelizmente a gente está na m*. Desculpe o linguajar, mas é isso que está acontecendo”, desabafou.

Ele afirmou ainda que trabalha em outro setor, mas foi chamado para fazer a custódia do traficante no Hospital Souza Aguiar. “Eu não faço custódia aqui. Eu trabalho em outro setor, mas me pegaram para fazer custódia. Esse hoje é o meu terceiro serviço aqui”, disse.

“Ação covarde”, diz polícia

O diretor das delegacias de Homicídio do Rio, delegado Rivaldo Barbosa, estava no hospital acompanhando as investigações e afirmou que a polícia vai dar uma resposta a essa ação “covarde”. “A Divisão de Homicídios, a Polícia Civil e a PM, vamos dar uma resposta a essa ação ousada e covarde”, disse Barbosa.

Segundo explicou o delegado, os criminosos entraram no hospital com armas de grosso calibre e pistolas, renderam dois profissionais da unidade saúde e foram direto para o 6º andar, onde funciona a ortopedia adulta.

Lá, resgataram e levaram Fat Family. O delegado diz também que a polícia já tem informações seguras de quem seriam dois dos bandidos que invadiram o Souza Aguiar. A Polícia Civil agora analisa câmeras de segurança para tentar identificar outros criminoso. Muitos, porém, segundo testemunhas, estavam usando toucas ninjas.







Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *