Dia de guerra entre traficantes e milicianos no Morro do Jordão em Jacarepaguá

By | August 5, 2015

Ontem, após a saída da PM da comunidade do Jordão na Taquara, traficantes escondidos na área de mata ou vindos do Morro da Barão na Praça Seca, retornaram à comunidade com a intenção de matar integrantes conhecidos da milícia e de tomar o lugar para venda de drogas da facção Comando Vermelho.

Segundo uma fonte da comunidade, na rua Jordão e nos vários condomínios da via moram aproximadamente 50 policiais de todas as forças do estado, uma parte destes agentes age como um “grupo de defesa da comunidade” que em momentos de crise se junta a milícia local e faz em horário de folga o que faz no seu dia-a-dia de policial.

Uma espécie de “tradição” faz com que novos e antigos policiais que moram na comunidade participem dessa guerra, como policiais acham perigoso ter o tráfico de drogas em suas portas.

A milícia local que, também segundo informações, é comandada por um homem chamado Melo é discreta e tem vínculos com o grupo miliciano que controla a comunidade da Chacrinha. Eles tem negócios na comunidade e em outros locais.

Na manhã de hoje milicianos profissionais e moradores da comunidade resolveram cercar os traficantes na área de mata da comunidade e um intenso tiroteio começou por volta das 11 da manhã, os confrontos continuaram até as 14 horas. Neste tipo de guerra há muito poucas informações sobre mortos ou feridos.

Agora a noite a guerra recomeçou, moradores estão usando as redes sociais para comentar a situação e alguns publicam áudios dos tiros. O inferno dos moradores está fazendo a comunidade ter seus 15 minutos de fama, “Jordão” está nos Trend Topics do Twitter. Até às 21 horas desta quarta-feira o tiroteio continua. Sem intervenção policial.

morro-do-jordao-tt-twitter
Jordão nos TTs

 







 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *