Agentes do Degase são agredidos em princípio de motim em unidade de semi liberdade na Penha

By | August 6, 2015

agente-do-degaseNa segunda feira (03), um dos jovens que cumpre medida de semi liberdade no Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (CRIAAD), unidade do Novo DEGASE, na Penha, ao descumprir o horário de retorno para a unidade (os jovens podem sair para cursos, escola e passar os finais de semana em casa, mas retornam para dormir na unidade durante a semana), se revoltou ao saber que seria comunicado ao Poder Judiciário sobre o descumprimento de sua medida, o que iria acarretar em uma provável responsabilização (retorno para o regime fechado).

Esse jovem ficou parado junto ao portão de entrada da unidade, e quando um Agente do DEGASE foi abrir o portão para outro adolescente que retornava, o infrator revoltado pegou um paralelepípedo na rua e tacou no coordenador da equipe de plantão, que conseguiu se esquivar. Não satisfeito, ele ainda pegou mais duas pedras na rua e arremessou contra dois aparelhos de ar condicionado da unidade, fugindo em seguida.

Já na terça feira (04), o mesmo jovem voltou à unidade, dessa vez acompanhado da irmã, tentando negociar o próprio retorno. Diante da resposta negativa, uma vez que cabe ao poder judiciário julgar os casos de descumprimento, o mesmo jovem ameaçou de morte o coordenador da equipe, que não estava presente no momento. A PM foi chamada para prestar apoio tanto na segunda quanto na terça feira, uma vez que os Agentes do DEGASE não possuem nenhum equipamento de segurança para se defenderem, além de não contarem com porte de arma.

Na quarta feira (05), houve uma tentativa de motim na unidade por volta das 15 horas, envolvendo cerca de vinte infratores, onde os poucos Agentes tiveram bastante trabalho para controlar a situação. O motim teve continuação às 18h. Dessa vez, um dos jovens envolvidos deu uma rasteira em um dos Agentes, enquanto outro jovem veio por trás e desferiu um tapa no rosto de mais um Agente que chegou para auxiliar no problema. Após as agressões, os jovens pularam o muro da unidade, se evadindo.

Os dois Agentes foram encaminhados para o Hospital Getúlio Vargas, onde receberam atendimento.

O Registro de Ocorrência foi realizado na 22DP

 







 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *